Well sad

Alegorias complexas me deixam com o queixo caído e quanto mais eu penso em fugir dessa jaula, mais me dá vontade de ficar. Acho que a complexidade das pesoas é simples de ser entendida. Basta olhar a grande variação improvável da bondade e da crueldade alheia espalhada nestas esquinas….e eu que já dobrei tais esquinas… Fazer de conta que nada acontece é muito fácil e não enxergar a verdade é impossivel, mas tudo é muito chato. Enquanto isso “nós vibramos em outra frequência e choramos no carnaval. Não vemos graça nas gracinhas da TV e morremos de rir no horário eleitoral…..”

Um comentário sobre “Well sad”

  1. Foi assim que eu descobri a verdadeira sabedoria por trás do famoso ditado: “tem que rir pra não chorar”. Nossa. To cansada disso tudo. O que temos hoje não é um estilo de vida, mas um estilo de morte – mais rápida. Como fugir da jaula, amor? Se conseguir, só promete de me levar junto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s