Quando?

Ainda me lembro, como se fosse amanhã, daquela rua em que brincava enquanto criança, com pouco mais de 8 anos. Belas tardes de outono foram …. O clima era sempre agradável; O sol brilhava forte mas a sombra das árvores de ipês amarelos nos escondia de seus raios fúlgidos…de vez em quando, uma brisa forte e gelada nos acariciava o rosto e nos dava arrepios…que saudade.
Hoje, em minha mesa de escritório, fico me lembrando das crianças que também brincavam em nossa rua com seus cães. Eu não tinha um cachorrinho, mas também não desejava ter um…ao troco disto, gostava de brincar que eu era um pintor…eu descia com um cantil de água, um pequeno pincel e ficava molhando os muros pichados de minha rua…nunca apreciei a pixação, e ficava imaginando que eu deixava os muros todos pintados, da cor que minha cabeça imaginasse.  amor as causas perdidasQuem passava na rua e via um garotinho com um pincel na mão molhando o muro, certamente deveria pensar que eu era lunático e Talvez eu fosse apenas uma criança esperançosa, e daquela rua onde eu morava, imaginava pintar o mundo todo de outra cor, queria um mundo mais verde, menos cinza…mais azul e menos preto…princípios de uma ideológica causa quase perdida…..

outono

Um comentário sobre “Quando?”

  1. Nossa amor, eu não sabia disso! Eu também fazia isso, não na rua.. Mas nos muros de casa! Eu pegava o pincel molhado e ficava lá… 😀 você tá igual um hobbit, amor! “Even after 100 years, they can still suprise you”. ^^ we have so much in commom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s